«Que o teu filho viva amanhã no mundo dos teus sonhos»
Amílcar Cabral, Outubro de 1944

postal

terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

Amílcar Cabral: o Cabecinha de Ouro


Praticando diversos desportos, pertenceu à equipa de futebol da casa dos Estudantes do Império, que chegou a ganhar o Campeonato Popular de Lisboa. A sua habilidade mereceu-lhe dos colegas o cognome de ‘Cabecinha de Ouro’.
Excerto alvo de censura, vulgo “lápis azul”, do Exame Prévio em Portugal, no artigo “Biografia de Amílcar Cabral” no semanário “Expresso” n.º 4, de 27 de Janeiro de 1973 [“O Que A Censura Cortou”, José Pedro Castanheira]

sexta-feira, 26 de Abril de 2013

Bankada Andorinha em Natal infantil em Canchungo



Participamos no  Natal Infantil organizada pelo Programa de Fortalecimento Familiar (P.F.F.) da Aldeia de Crianças SOS de Canchungo no dia 22de Dezembro  de 2012 em Canchungo e mais  outras organizacoes colaboradores de CANTELAR PETABE, ANACAN, COLECTIVO DE JOVENS VIP com as diferentes actividades tais como: corrida de saco, danca de aus, jogo de cadeiras, e outros que foram apremiados com materiais didaticos para os vencidores



quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013

Andorinha em reunião de planificação conjunta



Uma reunião de planificação conjunta, entre o coordenador do Programa de Fortalecimento Familiar (P.F.F.) da Aldeia de Crianças SOS de Canchungo e as entidades parceiras: Bankada Andorinha, ANACAN, Cantelar Petabe, Colectivo de Jovens VIP.



segunda-feira, 17 de Dezembro de 2012

Andorinha em formação de adultos - ano II



A Bankada Andorinha desde o ano lectivo de 2011-2012 tem estado envolvida numa campanha da alfabetização, realizando uma acção de formação para adultos, no âmbito do Programa de Fortalecimento Familiar (P.F.F.) da Aldeia de Crianças SOS de Canchungo.


A primeira fase decorreu de 12 de Setembro a 12 de Dezembro de 2011, na Escola Professor Antero Sampaio em Canchungo, e contou com 77 alunos adultos. Devido ao êxito da iniciativa, o curso foi retomado a 16 de Janeiro de 2012 e prolongado até ao final do ano lectivo, passando para o Liceu Regional Hô Chi Minh em Canchungo.

O curso é ministrado por elementos da Bankada Andorinha: Adriano Cumbo Cardoso, Zélia Mendes, Juvielson Nuno Correia, Djenabú Djaló, Atanásio Maurício Gomes, Samba Gomes, coordenados por Clemente Mendes. Tem sido acompanhado por Augusto Jandi, inspector-formador da Direcção Regional de Educação da Região de Cacheu, responsável pela componente de Alfabetisason, e pelo próprio Director Regional de Educação.

O curso recebeu uma visita internacional de avaliação, que observaram o ambiente das aulas e conversaram com alunos e professores. No seguimento de uma parecer muito positivo e encorajador, a acção de formação foi apoiada e retomada desde o início deste ano lectivo de 2012-2013.



Recordamos que há muitos anos que a alfabetização de adultos deixou de ser prioritária na acção do Ministério de Educação na Guiné-Bissau, permanecendo apenas em acções pontuais e dispersas no território, graças ao empenho de ong’s locais e internacionais. Neste ano lectivo, na sequência de um golpe político-militar, que instaurou um denominado Governo de Transição não reconhecido pela ONU nem pela Comunidade Internacional (CPLP, União Africana, etc.) nem pelo Povo guineense, o ano lectivo do ensino básico e secundário tem enfrentado diversos constrangimentos, não se tendo iniciado aulas em diversas localidades. Daí a importância acrescida desta acção desenvolvida pela Bankada Andorinha, em estreita parceria com a Aldeia de Crianças SOS de Canchungo.


domingo, 23 de Setembro de 2012

Amílcar Cabral: se eu morrer...


se eu me for embora, se eu parar, se eu morrer, ou desaparecer, há gente aqui, neste Partido, que é capaz de andar com ele para a frente. Porque um homem que fez uma obra que só ele é capaz de continuar ainda não fez nada. Uma obra vale, na medida que é obra de muita gente.
Amílcar Cabral, “Nacionalismo e Cultura”

sábado, 25 de Agosto de 2012

Andorinha em reforço de capacidades


A Bankada Andorinha foi convidada a incorporar o PAANE – Programa de Apoio aos Actores Não Estatais, um programa financiado pela União Europeia (UE), tendo-se iniciado o seu período de implementação a 23 de Maio de 2011 e terá a duração de 36 meses na Guiné-Bissau.
A Bankada Andorinha esteve presente através do seu Presidente, Clemente Mendes, na formação de Ciclo de Projecto, durante 5 dias, entre 30 de Julho e 3 de Agosto, que decorreu na sede da COAJOQ – Cooperativa Agro-Pecuária de Jovens Quadros, em Canchungo. A Bankada Andorinha foi uma das 15 ANE (Actores Não Estatais) seleccionadas na Região, vendo assim reconhecido mais uma vez o seu papel de actor em prol do desenvolvimento da Região de Cacheu, nomeadamente no âmbito da Educação.

 «O Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (UE-PAANE) “Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu” enquadra-se na Convenção de Financiamento Nº GW/FED/2009/021-338, assinada entre a União Europeia (UE) e a República da Guiné-Bissau a 15 de Abril de 2010, no quadro do 10º Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED), no âmbito da estratégia de cooperação da Comissão Europeia (CE), que prevê um apoio às iniciativas dos Actores Não Estatais (ANE) de 4 milhões de euros. O UE-PAANE segue as recomendações do Documento Estratégico Nacional de Luta contra a Pobreza (DENARP) onde se prevê a participação acrescida e uma implicação mais activa dos ANE no processo de desenvolvimento.
 O UE-PAANE assenta numa lógica de reforço das capacidades e acompanhamento próximo dos ANE, de acordo com os ensinamentos tirados da intervenção realizada no quadro do 9º FED, através do projecto “Reforço das Organizações da Sociedade Civil Guineense – No Na Tisi No Futuru”. O UE-PAANE pretende apoiar aos Actores Não Estatais no seu compromisso face aos desafios do desenvolvimento fortalecendo as suas capacidades para se tornarem ainda mais activos no processo de desenvolvimento. Tendo em conta o número de organizações guineenses, todos os níveis de estruturação dos ANE estão visados, embora tratados de forma diferenciada segundo a apreciação do nível de desenvolvimento de cada sector.
 O Programa de Formação Avançada para ANEs tem como objectivo reforçar e aprofundar os conhecimentos dos quadros técnicos dos Actores Não Estatais Guineenses que possuem alguma experiência ou formação prévia, em áreas específicas a nível organizacional, metodológico e temático.

O Programa de Formação Avançada será desenvolvido em torno de 4 segmentos, sendo que para cada um estão previstos diferentes módulos de formação. A listagem dos módulos que se segue é indicativa, uma vez que se pretende que o programa de formação seja uma ferramenta de trabalho viva, e que possa ser actualizado sempre que necessário e de acordo com o feed back constante dos ANEs e das avaliações das formações à medida que vão decorrendo.

I. Reforço Organizacional: onde serão compreendidas algumas formações tais como Planificação Estratégica, Liderança e Gestão de recursos humanos, Gestão Organizacional, etc.

II. Gestão do Ciclo de Projecto: neste segmento as formações serão por exemplo Gestão do Ciclo do Projecto, Candidaturas a Subvenções da EU, Procedimentos Administrativos e Financeiros da EU, etc.

III. Reforço Capacidades Técnicas e Metodológicas: as formações neste segmento serão Formação de Formadores, Animação Comunitária, Comunicação para o desenvolvimento, Comunicação e Visibilidade, etc.

IV. Formações Temáticas: algumas das áreas temáticas serão Segurança Alimentar, Ambiente, Educação / Formação profissional, Saúde, Água e Saneamento, etc.»
 A Bankada Andorinha continua a trabalhar para o fortalecimento das suas capacidades e competências, nomeadamente com o objectivo de «reforçar a participação, concertação e o compromisso dos Actores Não Estatais face aos desafios do desenvolvimento» na Guiné-Bissau.

sábado, 21 de Julho de 2012

Andorinha em "Nô Pensa Cabral!" 2012




Car@s amig@s
Finalmente fizeram-nos chegar imagens do evento “Nô Pensa Cabral!” 2012 organizado pela Bankada Andorinha em Canchungo na Guiné-Bissau. Em Dezembro fora eleita a comissão organizadora, constituída por Zélia Mendes (presidente), Adriano C. Cardoso (vice-presidente), Fernando da Silva (secretário), Albate A. da Silva (adjunto) e Atanásio M. Gomes (financeiro).




Recordamos que desde 2008 – portanto, desde há cinco anos –, a Bankada Andorinha desenvolve um conjunto de actividades, envolvendo escolas, associações e gentes da cidade, para no dia 20 de Janeiro manterem viva a memória de Amílcar Cabral e as suas palavras e ensinamentos. São estes jovens que não querem esquecer a sua história para poderem olhar e perspectivar o futuro...

Foi o seguinte o programa para 20 de Janeiro de 2012:
08h00 – Concentração na bomba de gasolina
08h30 – Marcha desportiva até ao Comité de Estado
09h00 – Hino nacional e homenagem à bandeira da Guiné-Bissau
10h00 – Teatro (relacionado com a vida de Amílcar Lopes Cabral)
10h45 – Poesias e obras de Amílcar Lopes Cabral
11h00 – Palestra (Vida e obras de Amílcar Lopes Cabral)
Pausa
16h00 – Actividade desportiva
20h00 – Fim das actividades
(*) Como todos os anos, foi solicitado o uso de SUMBIA e t-shirt branca (de preferência com Amílcar Lopes Cabral – Pai da Nação)
Organização: Bankada Andorinha do Centro de Desenvolvimento Educativo de Canchungo, e apoio na divulgação da Rádio Babok e da Rádio Uler a Baand.


Chegou-nos a notícia que o evento “Nô Pensa Cabral!” 2012 também foi organizado na cidade de Cacheu, pelo segundo ano consecutivo, organizado pela Bankada Andorinha do Liceu Domingos Mendonça – todavia ainda não tivemos acesso a qualquer das imagens...